Saiba quem foi a 1ª magnata de Taubaté

Fazendeira e mulher de negócios ela dá hoje nome a um bairro da cidade

Mulher de Negócios

Anna Emília de Abreu Castilho, pode ser considerada a primeira grande empresária da cidade. Empreendedora no século 19, vendeu suas fazendas de café e passou a atuar no ramo imobiliário. Também emprestava dinheiro a juros. Os negócio prosperaram e  Anna Emília tornou-se uma das mulheres de Taubaté mais respeitadas em sua época.

 

Tropeira 

A sogra de Anna, Quitéria Lopes Moreira, foi uma das primeiras tropeiras do Vale do Paraíba. Fazia questão de conduzir pessoalmente cargas de café de suas fazendas até o Porto de Ubatuba.

 

Ana do Bairro

Anna Castilho e sua família no natal de 1904. Livro: Os Oliveira Costa de Taubaté de Carmo Chagas

Anna Castilho e sua família no natal de 1904. Livro: Os Oliveira Costa de Taubaté de Carmo Chagas

Mãe de 4 filhos, Anna era viúva de Antonio José Moreira de Castilho. O bairro Ana Emília tem esse nome em sua homenagem.

 

Ditando Moda

Maria Eudóxia, a filha caçula de Anna, era considerada a mulher mais elegante da Taubaté. Extremamente vaidosa, não saía de casa sem estar de salto e com maquiagem.  Foi casada com Pedro Costa e era uma exímia pianista.

 

Costismo

Pedro-Costa-1

Pedro Costa

Pedro de Oliveira Costa foi vereador e prefeito de Taubaté, deputado federal e estadual. Por 17 anos(1907-1924) dominou a cena política da cidade. Seu maior rival foi o industrial Felix Guisard.

 

Pedrinho de Lobato

Dizem que o Pedrinho do Sítio do Picapau Amarelo foi inspirado em Pedro Costa. Monteiro Lobato e o político conheciam-se desde crianças.

 

Casarão

Imagem: O Vale

Imagem: O Vale

O casarão dos Oliveira Costa da Rua Visconde do Rio Branco foi construído em 1854 pelo fazendeiro Manezinho de Mattos e adquirido em 1922 por Pedro Costa. No QG dos Costas, eram realizadas grandes festas e recepções à políticos e intelectuais.

Tombado

O casarão, tombado em 1997 pelo Condephat,já sediou o Museu Histórico, o Arquivo Municipal e um Departamento da Secretaria de Educação. Atualmente, abriga uma boate.

 

Conteúdo publicado originalmente na Revista Almanaque Taubaté #2

Acompanhe o Almanaque Urupês também na nossa página do facebook e twitter

Comments

Deixe uma resposta