A Semana Monteiro Lobato

Texto de Renato Teixeira publicado no Jornal Contato

Um dos momentos mais emblemáticos promovidos pela comunidade taubateana é a Semana Monteiro Lobato.

Ao longo de muitos anos a gente vem festejando nosso escritor maior, que também é o maior escritor do Brasil.

Por nossas características históricas de cidade transformadora, nos sentimos identificados com ele e o destino que o tirou daqui e o levou para que todo o país admirasse sua inteligência e o implacável poder de convencimento do seu texto.

O encantamento de Lobato, seu poder de sedução, está no estilo belo e sofisticado de conduzir a prosa.

O poder da intelectualidade, a expressão da personalidade e o próprio comportamento existencial fazem dele uma referência importante para aqueles que não temem sonhar.

“Homem que não bebe, não pita e não tem faca de ponta… não é homem”.

Escrevia para crianças, como um adulto. Lobato, suponho, odiava nhém-nhém-nhém…

Ver nossa histórica semana comemorativa sendo conduzida pelo jovem taubatherium Pedro Rubim, o boss do Almanaque Urupês, me ensina que as pessoas passam e as grandes ideias vão ficando, vão se reformulando e criando elos que unem as gerações que se sucedem e personalizam a cidade criando uma linguagem tribal e uma história única.

Continue lendo aqui.

 

Acompanhe o Almanaque Urupês também na nossa página do facebook e twitter

 

Comments

Deixe uma resposta