10 fatos sobre a taubateana que trouxe o dia das mães para o Brasil

1 – Eula Kennedy nasceu em Taubaté no dia 25 de setembro de 1891 na Rua das Palmeiras.

2 – Era filha do pastor James Kennedy missionário que consolidou o metodismo no Brasil, abriu a primeira igreja evangélica de Taubaté e fundou o Colégio Americano, onde estudou o escritor Monteiro Lobato.

“Um senhor taubateano, amigo íntimo de Monteiro Lobato, disse que o escritor certa vez lhe dissera que recebera grande inspiração como criador de literatura para a infância brasileira, por ouvir as estórias bíblicas e lendas mitológicas que o Rev. Kennedy contava seguidamente aos seus alunos.” trecho do livro “Do meu velho baú metodista” de Eula Kennedy.”

 

3 – Formou-se em uma faculdade americana, mas foi aqui no Brasil no ano de 1913, que conheceu seu marido, o missionário americano Frank Long com quem teve cinco filhos.

 

Eula kennedy. Imagem: Ancestry.com

Eula kennedy. Imagem: Ancestry.com

4 – Foi secretária e presidente da Sociedade Metodista de Senhoras (Methodisth Womens Societies) no Rio Grande do Sul; cooperou na Associação Cristã de Moços; foi organista; professora de escola dominical;  uma das organizadoras da Liga Pró-Abstinência em Porto Alegre e uma das fundadoras da revista Voz Missionária.

“Viver para servir”, esse era lema de Eula Kennedy.

 

5 – E considerada a grande referência sobre o estudo do protestantismo no Brasil. Escreveu os livros “O arauto de Deus – Kennedy: vida de James Lilbourne Kennedy, missionário pioneiro do metodismo no Brasil”, “Do meu velho baú metodista”, “Corações Felizes”, “Mães de Homens Célebres” e “Conselhos às Mães”. Foi  também colunista de jornais e revistas brasileiros.

 

6 – Participou de três academias de letras brasileiras: Academia Literária Feminina do Rio Grande do Sul, Academia de Letras do Estado do Rio Grande do Sul e Federação de Academias de Letras do Brasil nos Estados Unidos.  Em Taubaté é hoje patrona da cadeira número 30 da Academia Taubateana de Letras.

“Vai, livrinho se ajudares a iluminar o caminho escuro, pelo qual alguém tiver que passar; se o apontares, a um só a solução do problema que o aflige; se transformar em corações felizes os corações tristes e indecisos que encontrares em tua jornada, não terá sido em vão o trabalho com que fostes criado.” trecho do prefácio livro “Corações Felizes”.

 

7 – Em 1918 celebrou no Brasil pela primeira vez o dia das mães. A festa aconteceu no dia 12 de maio do mesmo ano. O evento era uma homenagem à sua mãe já falecida.

Primeira comemoração ocorrida em Porto Alegre, em 12 de maio de 1918, em um velho sobrado da Rua da Praia, que, na época, abrigava a Associação Cristã de Moços. Associação Cristã de Moços do Rio Grande do Sul. Imagem: Ancestry.com

Primeira comemoração ocorrida em Porto Alegre, em 12 de maio de 1918, no Rio Grande do Sul. Imagem: Ancestry.com

8 – Em 1934 voltou a morar no Estados Unidos. Lá deu cursos e publicou artigos em revistas nacionais. Em 1945 recebeu um prêmio de poesia.

 

9 – No ano de 1959 foi eleita “mãe do ano” pelos Estado americano da Virgínia. Seu marido foi eleito pai do ano em 1951.

 “Amá-los, ser paciente, discipliná-los e corrigi-los quando for necessário”, essa era a teoria da Eula Kennedy para educar crianças.

 

10 – Em 1970 seu nome foi dado à uma rua no Jardim Bela Vista em Taubaté.

 

 

 

Acompanhe o Almanaque Urupês também na nossa página do facebook e twitter

Comments

Deixe uma resposta